[Resenha] Concepção Estrutural e a Arquitetura – Yopanan C. P. Rebello

O livro é baseado no trabalho de doutorado defendido pelo autor, Yopanan C. P. Rebello, engenheiro civil pela Universidade Mackenzie, mestre e doutor em Estruturas Ambientais Urbanas pela USP. A forma como o autor descreve o assunto, deixa muito explícito a seu ótimo perfil didático. É uma ótima leitura para quem já começou os estudos estruturais e quer entender um pouco mais sobre o assunto a partir de um outro “professor”, em forma de livro – e digamos que com uma linguagem muito mais prática e simplificada do que geralmente é em sala de aula.

Muito bem dividido, de fácil compreensão e adequadamente ilustrado, o autor explica muito bem cada um dos esforços e sistemas estruturais básicos, suas relações com os principais materiais, como concreto armado, aço, madeira, alvenaria estrutural e argamassa armada, descrevendo ainda os sistemas de suporte da vedação e lançamento de vigas e pilares e tudo isso sempre relacionando diretamente o desenvolvimento de um projeto arquitetônico. A leitura, apesar de tratada com mais seriedade, lembra um pouco o simpático “Concreto Armado Eu te Amo” de Manoel Henrique Campos Botelho e Osvaldemar Marchetti que também é um ótimo livro da área.

Outro ponto positivo é que os capítulos são organizados de forma que cada um complementa o seguinte, ou seja, é possível relacionar todo o assunto estrutural básico seguindo a ordem dos sete capítulos do livro sem “se perder” dentro de uma matéria, o que acredito que acontece com certa frequencia entre alunos. Além disso, no penúltimo capítulo é abordado as relações da arquitetura com a natureza, tema muito interessante, principalmente quando já se entende sobre os principais esforços e sistemas estruturais. Já o último capítulo é destinado à história da estrutura, seus principais pesquisadores, construtores e arquitetos que de alguma forma contribuíram historicamente na área estrutural das obras, algo dificilmente discutido em sala de aula.

Para quem dificuldades na matéria, a obra é muito indicada justamente pelas explicações práticas e bem exemplificadas. Para os mais interessados em estrutura, é uma boa leitura para se aprofundar um pouco mais no assunto. Vale muito a pena.

(…) eu acredito firmemente que minha torre terá a sua própria beleza única. Os corretos cálculos de estabilidade não coincidem sempre com a harmonia” – Eiffel, contra as críticas na época da inauguração de sua torre (tema abordado no penúltimo capítulo do livro).

Anúncios